skip to Main Content
0800 510 2910 ouvidoria@semae.rs.gov.br
ESGOTAMENTO SANITÁRIO | Movimento Pró-ETE Pradinho Recebe Apoio Do Comitesinos

ESGOTAMENTO SANITÁRIO | Movimento Pró-ETE Pradinho recebe apoio do Comitesinos

📸 Digue Cardoso | Semae

Lançado no dia 30 de novembro, no gabinete do prefeito Ary Vanazzi, o Movimento Pró-ETE Pradinho recebeu na tarde desta quinta-feira (10) o apoio do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos (Comitesinos).
Em sua oitava reunião ordinária do ano, a plenária do Comitesinos manifestou adesão ao Movimento para sensibilizar o Governo Federal, a partir do Ministério de Desenvolvimento Regional, quanto à liberação dos recursos financeiros orçados para o início das obras.
Durante o encontro on-line, a diretora de Operação do Semae, Viviane Feijó, apresentou o projeto da sexta Estação de Tratamento de Esgotos de São Leopoldo. Em seguida, a minuta de apoio do Comitê foi submetida à apreciação de seus membros.
Entre outros pontos, o documento aponta para o necessário abatimento de carga proveniente dos esgotos domésticos, para o Programa Estadual de Revitalização de Bacias Hidrográficas e para as metas de universalização dos serviços de saneamento.
O diretor-geral do Semae, Anderson Etter, que também preside o Comitê destacou a importância do engajamento social e político na causa. “A soma dos esforços da comunidade da Bacia do Rio dos Sinos, em suas mais diversas representações, reafirma e relevância desta obra. Esperamos que o Governo Federal reconheça a magnitude desta Estação de Tratamento de Esgotos e libere os valores necessários para sua execução”, declarou.

O PROJETO
A obra da ETE Pradinho é dividida em duas etapas. Na primeira, está prevista a implantação de 32 quilômetros de redes coletoras, a instalação de uma Elevatória na Avenida João Alberto e a construção da Estação de Tratamento de Esgotos na Avenida João Corrêa. Nesta fase, serão feitas 4.560 novas ligações em partes ainda não atendidas do Morro do Espelho, do Fião, da Vicentina e do Padre Réus. No segundo estágio, devem ser implantados mais 65 quilômetros de redes coletoras. Outra Elevatória deve ser instalada na Avenida Mauá. Estão previstas 6.983 novas ligações no Cristo Rei, na Vila Tereza, na Duque de Caxias, na Batista, na Vila Otacília e na Cohab Duque. Com custo total de R$ 80,5 milhões, a ETE Pradinho atenderá cerca de 78 mil habitantes. Seu prazo de execução é de 35 meses.

O SISTEMA
Atualmente, o município de São Leopoldo conta com cinco Estações de Tratamento de Esgotos (Distrito Industrial, Feitoria, Tancredo Neves, Tarcílio Nunes e Vicentina); 19 Elevatórias de Esgoto Bruto e 133,5 mil metros de rede implantada.

✍🏻 Daiane Pires | Jornalista | MTb 15.127

Back To Top

Send this to a friend