skip to Main Content
0800 510 2910 ouvidoria@semae.rs.gov.br
PRESTAÇÃO DE CONTAS | Semae Apresenta Suas Ações

PRESTAÇÃO DE CONTAS | Semae apresenta suas ações

📸 Digue Cardoso | Comunicação Semae

Em atividade realizada nesta quinta-feira (13), o Semae fez uma prestação de contas à comunidade.

Com a participação do prefeito Ary Vanazzi, a reunião contou com falas do diretor-geral da autarquia, Anderson Etter; do assessor de Gestão Organizacional, Clairton Rodrigues da Fé; e do assessor técnico de Engenharia, Everson Gardel.

Na ocasião, Clairton apresentou dados econômico-financeiros e lembrou que esta gestão herdou uma dívida de R$ 37 milhões do governo anterior. Segundo ele, cerca de 60% deste valor já foi pago. Clairton também registrou que o Semae teve expressiva evolução em seu saldo de caixa: em 2016 eram R$ 85 mil e ao final de 2019 eram R$ 7,8 milhões.

“Foi essa recuperação da autarquia que proporcionou a aplicação de recursos próprios em obras e melhorias para a nossa cidade. Aumentamos o nosso ativo em cerca de R$ 70 milhões e, de 2017 para cá, o Semae deixou de gastar mais do que arrecada”, pontuou Clairton.

Em sua manifestação, Gardel listou ações que mudaram o cenário do abastecimento de água no município, como o novo sistema de captação de água na Elevatória de Água Bruta (EAB), a criação do Programa de Eficiência Hidroenergética Semae Sustentável e o Programa de Substituição de Redes.

“Nós diminuímos as perdas físicas de água e passamos a fazer um uso mais inteligente da energia elétrica, trabalhando com um conceito de sustentabilidade. Ao mesmo tempo em que a cidade cresce e nós executamos mais ligações de água, alcançamos a redução da retirada de água do Rio dos Sinos. Apesar do longo período de estiagem, não houve racionamento e nem qualquer tipo de comprometimento do abastecimento. Então, este conjunto de ações dá uma segurança para a expansão da cidade”, explicou Gardel.

Já o diretor-geral da autarquia, Anderson Etter, deu destaque para a recuperação dos sistemas de esgotamento sanitário e de macrodrenagem. Etter sinalizou o abandono das obras da Estação de Tratamento de Esgotos da Vicentina entre os anos de 2013 e 2016. De acordo com ele, o município corria o risco de perder os recursos e ainda precisar devolver os valores já aplicados na ETE. “Todo o sistema de esgotamento estava sucateado em janeiro de 2017. Retomamos as obras em 2017 e concluímos a nova Estação de Tratamento de Esgotos da Vicentina em 2018. Portanto, o passado nos serve de aprendizado. Já sabemos o que deu errado antes e temos consciência de tudo que precisamos fazer para atingir os patamares atuais. Com continuidade, será possível universalizar o tratamento de esgotos na nossa cidade, que é a que mais trata efluentes na região”, detalhou Etter.

O prefeito Ary Vanazzi comentou que o crescimento e o desenvolvimento do município estão intrinsecamente ligados à garantia do abastecimento de água, que atrai empresas e dá dignidade para os moradores.

“A população esqueceu que nós sofríamos com rompimento de rede, com falta de água e com pressão baixa quase todo dia. Foi feita uma remodelação do sistema. Hoje nós não registramos mais falta de água, não registramos mais alagamentos. Isso tudo porque houve capacidade para reorganizar o Semae, equilibrar as contas e realizar as obras e os serviços necessários. O Semae alcançou a capacidade de realizar investimentos e está preparado até 2050. Isso é motivo de orgulho e de segurança para a comunidade”, finalizou Vanazzi.

A prestação de contas da autarquia foi transmitida pela Rádio Prefeitura de São Leopoldo e segue disponível aqui.

 

✍🏻 Daiane Pires | Jornalista | MTb 15.127

Back To Top

Send this to a friend