Links / Banco de Notícias

09/05/2018 - 16h27

Após quatro anos de abandono, atividades da EBE São Geraldo serão retomadas no mês que vem

A Elevatória de Bombeamento de Esgoto (EBE) São Geraldo, que integra o Sistema de Esgotamento Sanitário da Feitoria e recalca os esgotos coletados do Bairro São Geraldo e parte da Madezatti, voltará a operar no mês de junho.

A EBE esteve abandonada e foi depredada nos últimos quatro anos. Parou de funcionar em 26 de dezembro de 2012, após furto do sistema elétrico – registrado em ocorrência policial. Instalações provisórias foram utilizadas entre junho e agosto de 2013, quando foi totalmente desativada.

Em visita à Elevatória, na manhã dessa quarta-feira (9), o diretor-geral do Semae, Anderson Etter, explicou que a obra de reparação – com custo de R$ 290 mil – é fundamental para o pleno funcionamento do conjunto de esgotamento sanitário da Feitoria.

O processo de retomada começou em junho de 2017 e a ordem de início às obras foi dada em abril desse ano. "O que nós vimos aqui, quando assumimos o Semae em 2017, foi o claro descaso com os recursos públicos e com a preservação da bacia hidrográfica. Afinal, a normalização da Estação de Tratamento de Esgoto da Feitoria proporciona a direta recuperação do Rio dos Sinos. Neste momento, mostramos nossa disposição em retomar todo o sistema de esgotamento da cidade, que não se restringe somente à Feitoria e abrange também as obras que estão sendo realizadas na Vicentina", explicou Etter.

O prefeito Ary Vanazzi deu ênfase ao empenho do governo municipal para reativar a EBE. "Mesmo com o abandono do governo federal e a falta de recursos, estamos fazendo um esforço enorme para devolver à nossa cidade o respeito que ela merece. Espero que os órgãos fiscalizadores verifiquem o que aconteceu aqui no passado e responsabilizem aqueles que causaram prejuízo à nossa população", declarou o chefe do Executivo.

O projeto apresentado pela gestão anterior foi remodelado e, por isso, o custo foi reduzido em R$ 160 mil. Ele contempla a revisão e a adequação do conjunto elétrico e hidráulico, obras civis (reposição de esquadrias, coberturas, paredes, vidros de janelas, etc.), instalações elétricas (fornecimento e instalação de painéis e quadros completos de energia elétrica de comando e força, subestação rebaixadora com trafo e quadros, cablagem geral, substituição de luminárias, etc.), instalações mecânicas (manutenção, adequação e instalação de dois conjuntos de motobombas), manutenção geral das instalações (corte e poda da vegetação).

 

Reforma elétrica e instalação das bombas: R$ 203, 5 mil

Reforma das instalações civis: R$ 48 mil

Manutenção das bombas: R$ 40 mil

 

Últimas Noticías

16/07/2018   Dois quilômetros de rede de água são inaugurados na Vila Brás

12/07/2018   Consulta pública - MP 844

06/07/2018   Assemae repudia assinatura de MP para o saneamento brasileiro

05/07/2018   Horário especial nessa sexta-feira (6)

05/07/2018   Cooperação com a Europa possibilita investimentos para o desenvolvimento econômico e social de São Leopoldo

Notícias SEMAE

Utilize esta página para pesquisar nosso banco de dados de notícias

Nível do Rio dos Sinos

* Medição realizada às 7 horas no ponto de captação do Semae.

Ligação Gratuita 0800 510 2910

Unidade de Atendimento

  • SEMAE - Centro

    Rua João Neves da Fontoura, 811 - Centro